AGORA É GREVE!

Depois de várias rodadas de negociação entre agosto e setembro, é os bancos dizendo não para todas as nossas reivindicações, agora não tem mais jeito, AGORA É GREVE!

NÃO COMPENSE AS HORAS DA GREVE - BANCOS NÃO SÃO ENTIDADES FILANTRÓPICAS


GREVE É DIREITO, NAO É DELITO!

25 outubro, 2015

Proposta da Caixa - Confirme com o sindicato o horário da assembléia

Acesse o link
http://www.apcefsp.org.br/portal/sp/informacoes/noticias/caixa-propoe-plr-social-e-suspensao-do-gdp.htm

Do site da CONTEC - Negociação Caixa Federal - Assembléias deverão decidir amanhã

A greve continua até que a assembléia decida o contrário. O sindicato de Mogi ainda não divulgou dia e horário de assembléia.
Para saber o horário da assembléia em Mogi das Cruzes, ligue amanhã (26) para o sindicato: (11)4724-9117
A proposta ainda é rebaixada e embora eu saiba que o sindicato Mogi vai orientar a aceitação da proposta, minha orientação é pela rejeição da proposta. Ela ainda passa longe de atender as reivindicações e necessidades dos bancários da Caixa e da população.

Acesse o link
http://contec.org.br/index.php

19 outubro, 2015

No final da tarde deste 14º dia de greve, eis que a FENABAN resolve voltar a negociar

Negociação será no dia 20/10, as 16 horas em São Paulo, capital.

Temos que manter e se possível aumentar a força da greve, pois é muito importante para nós bancários que as negociações ocorram sob a pressão da greve. Acesse o link e leia a matéria completa.

http://www.contrafcut.org.br/noticias.asp?CodNoticia=43287

Veja o quadro da greve na Caixa neste 14ª dia de greve na Caixa em São Paulo. Acesse o link.

http://www.apcefsp.org.br/portal/sp/informacoes/noticias/sem-proposta-caixa-permanece-fechada-veja-quadro-de-hoje.htm

11 outubro, 2015

Bancos insultam a inteligência dos bancários e da população

Os lucros dos bancos aumentaram: BB, Caixa, Itau, Bradesco Santander

Lucros de 36,3 bilhões no 1º semestre - crescimento de 27%

Juros do cheque especial 387%

Cartão de crédito 403%

Tarifas aumentaram 169%

INFLAÇÃO 9,89%

Bancários pedem 16%

O bancos oferecem 5,5%

ISSO É UM INSULTO

A resposta dos bancários

GREVE CONTINUA!

09 outubro, 2015

Jundiaí: Justiça multa HSBC em 5 milhões por interdito proibitório

Que sirva de exemplo para o Itau, Bradesco e outros bancos que costumam entrar com ação de interdito proibitório.
Interdito proibitório só procede quando há risco de invasão de propriedade, sendo assim, não cabe para atuação sindical que visa o convencimento de trabalhadores a aderirem à greve.

Acessem o link e leiam a matéria: http://www.contrafcut.org.br/noticias.asp?CodNoticia=43147

06 outubro, 2015

Acesse o blog http://oposicaobancariamogi.blogspot.com.br/

Neste blog há links para notícias diárias e atualizadas sobre a greve dos bancários em todo o Brasil.

É greve! E a culpa é dos bancos

Eles lucraram R$ 36,3 bilhões só no primeiro semestre deste ano, mas oferecem aos trabalhadores apenas 5,5% de reajuste nos salários e verbas, o que represents perdas de 4% para a categoria; diante da pior proposta dos últimos anos, bancários cruzam os braços
São Paulo - O setor mais lucrativo e rentável da economia brasileira leva mais uma vez seus trabalhadores à greve. A partir de terça 6, bancários de todo o país param por tempo indeterminado. Uma resposta à proposta rebaixada da federação dos bancos (Fenaban) de 5,5% de reajuste para salários, PLR, vales e auxílios, que nem chega perto de cobrir a inflação de 9,88% no período (INPC) e representa perda de 4% para os trabalhadores. E nada para questões fundamentais para a categoria como melhorias nas condições de trabalho, saúde e garantia de emprego.

http://www.spbancarios.com.br/Noticias.aspx?id=12823#sthash.S0jlVNTw.dpuf


http://www.spbancarios.com.br/Noticias.aspx?id=12823




04 outubro, 2015

Bancários de todo o país entram em greve a partir do dia 6/10

Greve a partir da próxima terça-feira (6). Essa foi a resposta que os bancários de todo o Brasil decidiram dar para a proposta desrespeitosa apresentada pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), na última sexta-feira (25). A categoria ainda fará novas assembleias na próxima segunda-feira (5), para organizar o movimento.
O Comando Nacional dos Bancários orientou pela rejeição das propostas dos bancos por considerá-las desrespeitosas. A Fenaban propõe reajuste de 5,5% no salário, também na PLR e nos auxílios refeição, alimentação, creche e abono de R$ 2.500,00. O reajuste está muito abaixo da inflação, que ficou em 9,88%, em agosto deste ano.
Proposta dos bancos 
Reajuste de 5,5% (representa perda de 4% para os bancários em relação à inflação de 9,88%).
Piso portaria após 90 dias – R$ 1.321,26.
Piso escritório após 90 dias – R$ 1.895,25.
Piso caixa/tesouraria após 90 dias – R$ 2.560,23 (salário mais gratificação, mais outras verbas de caixa).
PLR regra básica – 90% do salário mais R$ 1.939,08, limitado a R$ 10.402,22. Se o total ficar abaixo de 5% do lucro líquido, salta para 2,2 salários, com teto de R$ 22.884,87.
PLR parcela adicional – 2,2% do lucro líquido dividido linearmente para todos, limitado a R$ 3.878,16.
Antecipação da PLR
Primeira parcela depositada até dez dias após assinatura da Convenção Coletiva. Pagamento final até 01/03/2016.
Regra básica – 54% do salário mais fixo de R$ 1.163,44, limitado a R$ 6.241,33 e ao teto de 12,8% do lucro líquido – o que ocorrer primeiro.
Parcela adicional – 2,2% do lucro líquido do primeiro semestre de 2015, limitado a R$ 1.939,08.
Auxílio-refeição – R$ 27,43.
Auxílio-cesta alimentação e 13ª cesta – R$ 454,87.
Auxílio-creche/babá (filhos até 71 meses) – R$ 378,56.
Auxílio-creche/babá (filhos até 83 meses) – R$ 323,84.
Gratificação de compensador de cheques – R$ 147,11.
Requalificação profissional – R$ 1.294,49.
Auxílio-funeral – R$ 868,58.
Indenização por morte ou incapacidade decorrente de assalto – R$ 129.522,56
Ajuda deslocamento noturno – R$ 90,67.
As reivindicações da categoria, apresentadas pelo Comando Nacional dos Bancários, são muito diferentes da proposta dos bancos. Confira:       
Reajuste salarial de 16%. (incluindo reposição da inflação mais 5,7% de aumento real)
PLR: 3 salários mais R$7.246,82
Piso: R$3.299,66 (equivalente ao salário mínimo do Dieese em valores de junho último).
Vales alimentação, refeição, 13ª cesta e auxílio-creche/babá: R$788,00 ao mês para cada (salário mínimo nacional).
Melhores condições de trabalho com o fim das metas abusivas e do assédio moral que adoecem os bancários.
Emprego: fim das demissões, mais contratações, fim da rotatividade e combate às terceirizações diante dos riscos de aprovação do PLC 30/15 no Senado Federal, além da ratificação da Convenção 158 da OIT, que coíbe dispensas imotivadas.
Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) para todos os bancários.
Auxílio-educação: pagamento para graduação e pós.
Prevenção contra assaltos e sequestros: permanência de dois vigilantes por andar nas agências e pontos de serviços bancários, conforme legislação. Instalação de portas giratórias com detector de metais na entrada das áreas de autoatendimento e biombos nos caixas. Abertura e fechamento remoto das agências, fim da guarda das chaves por funcionários.
Igualdade de oportunidades: fim às discriminações nos salários e na ascensão profissional de mulheres, negros, gays, lésbicas, transexuais e pessoas com deficiência (PCDs).
Fonte: Seeb Chapecó com Contraf

01 outubro, 2015

Confira o resultado das assembleias em todo o País

Assembléias encerradas até 21:16h.

Em assembleias que estão sendo realizadas nesta quinta-feira, 1º de outubro, bancários avaliam a proposta da Fenaban apresentada no dia 25 de setembro: reajuste de 5,5% para salários e outras verbas, e abono de R$ 2.500. Orientação do Comando Nacional é para que a categoria rejeite a proposta e deflagre greve por tempo indeterminado a partir de 6 de outubro.

Confira as bases que já aprovaram a greve (atualizada às 20h24):
Teófilo Otoni (MG)
Itabuna (BA)
Videira (SC)
Alegrete(RS)
Carazinho (RS)
Santa Cruz do Sul (RS)
Santa Rosa (RS)
Vale do Paranhana (RS)
Piauí
Macaé (RJ)
Limeira (SP)
Taubaté (SP)
Rondônia
Araranguá (SC)
ABC (SP)
Ponta Grossa (PR)
Campo Mourão (PR)
Belo Horizonte (MG)
Campina Grande (PB)
Ipatinga (MG)
Três Rios (RJ)
Blumenau (SC)
Florianópolis(SC)
Amazonas
Jundiaí (SP)
Mato Grosso
Zona da Mata e Sul de Minas
Pernambuco
Mogi das Cruzes (SP)
Nova Friburgo(RJ)
Rondonopólis (MT)
Teresópolis (RJ)
Petrópolis
Vale do Ribeira (SP)
Guarulhos
São Paulo, Osasco e Região
Cornélio Procópio (PR)
Rio Preto (SP)
Piracicaba (SP)
Angra dos Reis (RJ)
Ceará
Alagoas
Campinas (SP)
Dourados (MS)
Extremo Sul da Bahia
Acre
Piauí
Rio de Janeiro (RJ)
Na quarta-feira, dia 30, 10 bases já haviam rejeitado a proposta da Fenaban:
Brasília (DF)
Caxias do Sul (RS)
Passo Fundo (RS)
Pelotas (RS)
Porto Alegre (RS)
Maranhão
Santa Maria (RS)
Vitória da Conquista (BA)
Rio Grande do Norte
Roraima
Fonte: Agência Fenae
Todos à Assembléia neste dia 01/10 e dizer "NÃÃÃÃÃÃÃÃO!" à proposta ridícula dos bancos
Abono é perda